Saiba tudo sobre novo Android P da Google

O evento de quatro dias do Google O / I 2018 foi iniciado. No dia da abertura, a gigante norte-americana de mecanismos de busca anunciou seu novo sistema operacional móvel para o público em geral, Android P, ainda sem nome oficial, como de praxe. A nova versão do sistema operacional mais usado em todo o planeta chega com algumas novidades interessantes e tem um foco especial em recursos que se adaptam à utilização do usuário, deixando tudo mais inteligente, e também na navegação por gestos.

Android
Imagem: Android P

Além disso, a Google parece ter pensado na melhor maneira de proporcionar um bem-estar digital aos seus usuários: o novo Android é o primeiro a trazer consigo uma função personalizável para limitar o acesso a um determinado aplicativo e é possível definir um tempo máximo diário de uso, por exemplo.

Ao que tudo indica, a Google investiu pesado em mudanças na interface e não apenas em ajustes internos, o que é muito bom. Confira todas as novidades do novo sistema operacional, que será oficialmente lançado apenas no segundo semestre deste ano.

Tudo se adapta

Se fosse necessário resumir o novo Android em duas palavras, elas seriam adaptatividade e gestos — a segunda está detalhada no tópico abaixo e a primeira está aqui. O Android P traz quatro recursos significativos em termos de se adaptar à forma como se utiliza o aparelho, tentando sempre adivinhar aquilo que você quer fazer.

O primeiro deles é o recurso Bateria Adaptativa. Ele serve, como seu nome já deixa bem claro, para adaptar a energia disponível conforme a utilização por parte do usuário, evitando que aplicativos desnecessários consumam bateria. Em suma, quando você ativa a função nas configurações do sistema, o Android passa a dedicar menos energia a aplicativos menos utilizados, fazendo com que o funcionamento desses app fique limitado (eles deixam de emitir notificações, por exemplo).

A segunda novidade adaptativa do Android P é chamada de App Actions. Uma espécie de ampliação das predições de apps incluída no ano passado (aquelas sugestões no topo da gaveta de aplicativos), a novidade inclui acesso rápido a funções específicas dentro de apps instalados no aparelho. Assim, isso pode se traduzir em um contato que você costuma ligar com frequência ou o seu artista mais ouvido do Spotify (os dois exemplos usados pela Google).

A função Slice é a terceira adaptativa de destaque do novo Android. Ela permite que você acesse funções internas específicas de um app quando busca por ele no buscador em seu smartphone. Assim, quando você digitar “Uber”, por exemplo, pode encontrar como resposta o acesso rápido ao endereço da sua casa, então é só clicar sobre ele para abrir o app já com o seu destino incluído.

Por fim, a última novidade é chamada de Brilho Adaptativo e, bem, serve para adaptar automaticamente o brilho da tela de forma aprimorada. A Google adicionou uma dose de aprendizagem de máquina nesse recurso e promete que ele está mais inteligente do que nunca.

Um smartphone mais inteligente

Outro foco do novo sistema é a navegação por meio de gestos. Eles estão disponíveis em quase todas as partes do sistema e, inclusive, substituem algumas funções básicas, como a navegação entre aplicativos abertos — sim, o Android P diz adeus àquele ícone em formato de quadrado que ficava à direita na base do sistema.

Além da aposentadoria do quadradinho da direita, a seta de retornar à tela anterior, normalmente posicionada à esquerda do Android, também será excluída da tela inicial e estará disponível apenas dentro de aplicativos a partir do Android P.

Menos botões, mais gestos, ou seja, muda sistematicamente a forma como todos estamos acostumados a utilizar o Android desde que ele foi lançado. Isso também aproxima o sistema de seu principal rival (o iOS) rodando no iPhone X, o primeiro iPhone a limar definitivamente o botão físico na tela.

Gestos suportados pelo botão Início do Android:

  • Um toque: volta à tela inicial
  • Pressionada longa: inicia o Google Assistente
  • Deslizar para cima curto: abre a tela de visão geral do sistema na qual é possível navegar entre os apps abertos
  • Deslizar para cima longo: abre a gaveta de aplicativos
  • Retornar: botão de retornar volta à tela anterior e estará visível apenas dentro de aplicativos, não mais na tela inicial

A Google promete recursos mais inteligentes trabalhando também aqui. “Se você se ver mudando constantemente entre aplicativos, temos uma boa notícia: a Smart Text Selection (que reconhece o significado do texto que você selecionou e sugere ações relevantes) agora funciona na Visão Geral, facilitando a realização da ação que você quer”, informa a companhia.

Seu bem-estar digital

De acordo com o Google a tecnologia deve ajudá-lo com sua vida, não distrair você disso. Por isso, temos trabalhado arduamente para adicionar recursos importantes diretamente ao Android para ajudá-lo a alcançar o equilíbrio desejado com a tecnologia. Nosso foco é dar a você uma compreensão maior de como você usa seu telefone, além de mais controles. Um novo Painel , por exemplo, mostra como você gasta tempo no seu dispositivo, incluindo o tempo gasto em aplicativos, quantas vezes você desbloqueou seu smartphone e quantas notificações você recebeu. O App Timer permite que você defina limites de tempo para os apps, e vai cutucá-lo quando estiver perto do limite e, em seguida, desabilitar o ícone para lembrá-lo de sua meta. O novo não perturbe o modo silencia não apenas as ligações e notificações, mas também todas as interrupções visuais que aparecem na tela. Para facilitar ainda mais o uso, criamos um novo gesto: se você virar o telefone sobre a mesa, ele entrará automaticamente em “Não perturbe” para que você possa se concentrar em estar presente. Finalmente, o Wind Down ligará o Night Light quando escurecer, e ele ligará Não Perturbe e diminuirá a tela para tons de cinza na hora de dormir escolhida para ajudá-lo a lembrar-se de dormir no horário desejado.

Lista de smartphones qualificados

  • Google Pixel 2
  • Google Pixel 2 XL
  • Google Pixel
  • Google Pixel XL
  • Nokia 7 Plus
  • OnePlus 6
  • OPPO R15 Pro
  • Sony Xperia XZ2
  • Vivo X21UD
  • Vivo X21
  • Xiaomi Mi MIX 2S
  • Essencial PH-1

Primeiros smartphones com Android P

Os próximos meses serão indubitavelmente totalmente especulados sobre o nome definitivo do Android P. O Google sempre se refere ao seu sistema operacional para doces, então o Android 9.0 pode se tornar o Android Popcorn, por exemplo. Ainda há muitas possibilidades.

O nome oficial provavelmente será revelado por volta de agosto de 2018. Os smartphones do Google Pixel 3 são esperados um mês ou dois mais tarde e são executados no sistema operacional Android 9.0 de ações. Não muito tempo depois, os primeiros smartphones que não são do Google com Android P serão exibidos. Uma atualização também será lançada para os modelos de telefone existentes até lá.

O Android P Beta está disponível hoje no Google Pixel . E graças ao trabalho no Project Treble , um esforço que introduzimos no ano passado para tornar as atualizações de sistema operacional mais fáceis para os parceiros, vários de nossos parceiros estão disponibilizando o Android P Beta hoje em seus próprios dispositivos e nos dispositivos informados acima.

Fonte: GooglePocket Now

1401
Deixe seu comentário