itec news Notícia Tecnologia

Últimas Notícias

Arraste para o lado e veja mais...

HBO Max agora é “Max”: conheça o novo streaming da Warner

HBO Max agora é “Max”: conheça o novo streaming da Warner

Compartilhe

Aconteceu! As plataformas HBO Max e Discovery+ agora estão juntas em “Max”, o novo streaming da Warner Bros. Discovery. Executivos da companhia revelaram os planos para o serviço nesta quarta-feira (12). Max deve estrear em 23 de maio nos EUA, mas foi confirmada a data de lançamento no Brasil.

Com a união, o serviço deixa a cor roxa já conhecida da HBO Max e ganha o tom azul. Na apresentação, executivos da Warner reforçaram que a plataforma deve unir o conteúdo para toda a família. “Chega de milhares de assinaturas, agora você pode encontrar seus programas favoritos em um único lugar”, disse o CEO David Zaslav. 

A nova plataforma deve reunir conteúdo de diversos canais da Warner, como TLC e Cartoon Network, além de produções originais do Max Originals, o que inclui os novos filmes da DC, como “The Flash”.

“Max” é uma tentativa do Zaslav de alavancar o streaming da companhia e reduzir a concorrência ante a Netflix, com 231 milhões de assinantes, e a Disney+, com 235 milhões. Os serviços da Warner Bros. Discovery reúnem cerca de 96 milhões de inscritos, com meta de alcançar 130 milhões em 2025. 

Os últimos 12 meses da Warner foram desafiadores. A empresa engavetou projetos, demitiu milhares de funcionários e luta para pagar uma dívida estimada em US$ 50 bilhões. Com o novo serviço, a expectativa é atingir o ponto de equilíbrio financeiro só em 2024 e torná-lo lucrativo a partir de 2025. 

Por que retirar “HBO”? 

Na apresentação, executivos homenagearam o icônico estúdio norte-americano. “A HBO sempre será a HBO”, disse JB Perrete, CEO e presidente global de jogos e streaming da Warner.

Analistas do mercado acreditam que a retirada do nome “HBO” é uma tentativa de atrair um público menos “premium” para a plataforma. Isso porque a HBO é conhecida por apostar em produções mais robustas e, por isso, o valor cobrado para acessar esses programas na TV a cabo sempre foi maior. 

“Retirar HBO do nome é consolidar que ‘não somos apenas um lugar para programação premium’”, disse Julia Alexander, diretora de estratégia da empresa de pesquisa Parrot Analytics, ao NY Times. “‘Somos um lugar para qualquer coisa que você queira assistir’”. 

A decisão também pode ter relação com os problemas nos apps HBO GO e HBO Now, os serviços inaugurais da rede. Assim que começaram a funcionar, em 2010, era comum que as ferramentas travassem no meio de programas com muita audiência, como nas estreias de “Game of Thrones” e “True Detective”. Os bugs foram corrigidos, mas a má reputação ficou.

*Esta reportagem está em andamento e será atualizada. 

Clique para Compartilhar
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp
Telegram
Email

posts relacionados

Posts Relacionados

Arraste para o lado e veja mais...