Um guia para se importar menos com o que os outros pensam

Muitas pessoas têm a sensação de que foram largadas para sempre nos corredores do colégio do ensino médio, como se algo houvesse acontecido lá que jamais conseguiram superar.

Antes dessa fase, nos anos mais livres da infância, todos éramos sonhadores criativos, repletos de um senso ilimitado de energia e de curiosidade em relação ao mundo. Se identifica?

O que acontece nos últimos anos escolares?

Quando chegamos aos últimos anos escolares, algo muda.

Pela primeira vez, começamos a ter medo do que outras pessoas pensam de nós.

De repente, nossa missão na vida se tornou não passar vergonha. Tínhamos medo de fazer papel ridículo e por isso evitávamos ao máximo correr riscos.

É fácil perder o medo social e desenvolver a desinibição.

Mesmo assim, muita gente vive como se ainda fosse adolescente, reagindo aos julgamentos imaginários dos outros.

Acabam tomando decisões baseadas no que alguém possa estar pensando delas. Uma vida planejada por um adolescente – é isso que você quer? Abandone essa maneira de pensar. Motive-se a partir de si mesmo, sem depender das opiniões alheias.

Será que você está perdendo tempo dando atenção ao que os outros vão falar?

6 passos para se importar menos com o que os outros pensam

1)     Identifique o porquê!

Questione-se sobre sua necessidade de validação. Será que você está indo longe demais?

2)     Modifique a sua forma de pensar

Pare de pensar que os outros têm tempo para ficar falando mal de você, que elas estão sempre te observando e te achando isso e aquilo… Pare de paranoia!

Quando surgir os pensamentos de “o que vão pensar de mim?”, etc… Converse com você mesma e interrompa esse ciclo.

3)     Compreenda algumas coisas

Sinto muito, mas aqui vai uma dura verdade: o mundo não gira em torno de você, e por mais que as pessoas em algum momento te observem e comecem a falar mal, não significa que você deve se ofender, olhar feio ou tirar satisfação, afinal, as pessoas são livres.

4)     Valorize-se! Pois quem sabe quem realmente é, fortalece os pontos fortes, e não se abala facilmente.

5)     Cultive boas amizades

6)     Saia da zona de conforto. Aprenda a curtir sua própria companhia.

Passo bônus e um dos mais importantes:

7) Me siga nas mídias sociais para conseguir ter tempo para obter esses resultados com equilíbrio 👇

bit.ly/3qDJqqZ

Adaptado de:

100 maneiras de motivar a si mesmo – Steve Chandler.

BROTTO, Thaiana. Guia para deixar de se importar com o que os outros pensam. Disponível em: <https://www.psicologo.com.br/blog/guia-para-deixar-de-se-importar-com-o-que-os-outros-pensam/>. Acesso em: 12 abr. 2021.

1414
Deixe seu comentário