Como amar o seu trabalho?

Como amar o seu trabalho?

Você já se sentiu estagnado em relação a seu trabalho?

Já achou que ele não faz sentido ou não canta seu coração?

O que significa trabalho, afinal?

No original do latim, trabalho significa labor, forma de castigo.

Cada vez mais se torna necessário ressignifcar esse conceito e passar a chamá-lo como diz o filósofo Mario Sergio Cortella: obra.

No livro “Qual é a tua obra”, esse autor revela que é na criação do trabalho que você cria a si mesmo na medida em que você cria também no mundo.

O que é o contrário do trabalho?

Como diz Marx, o contrário do trabalho como obra é o que se chama de alienação.

Esse é um dos traumas mais fortes da atualidade: pessoas que olham o que fazem como não sendo elas que fizeram ou não se pertencendo.

O resultado? Elas se alienam. Ficam alheias. Não têm reconhecimento.

Logo, aquilo se torna estranho a você.

O trabalho exige RECONHECIMENTO

Você já disse: “não estou me encontrando naquilo que eu faço?”

O trabalho na verdade exige reconhecimento: conhecer de novo.

O trabalho realmente cansa, mas não precisa gerar estresse.

Já reparou que um bombeiro que às vezes nem ganha muito e trabalha continuamente em algo que a maioria de nós não gostaria de fazer, volta para casa cansado, mas está de cabeça erguida?

É porque ele vê sentido no que faz.

Fica a reflexão:

O que fazer então?

Seu trabalho deve ser visto como uma obra, uma missão a ser realizada e não mais como um castigo ou sofrimento, independente de ainda não ser a área que você gostaria de estar trabalhando.

Para Carol S. Dweck, professora de psicologia da Universidade de Stanford e autora do livro: Mindset, afirma que é possível todo mundo aprender a gostar do que faz, não só fazer o que gosta. E isso não é necessariamente acomodar-se, mas ver oportunidades inesperadas no próprio ambiente de trabalho.

Srikumar Rao, criador do badalado curso de MBA, Creativity and Personal Mastery, da Escola de Negócios da Universidade de Colúmbia afirma que ao contrário do que muitos pensam e afirmam, é importante achar a paixão em você, não no seu emprego.

Conforme Rob Brown, autor renomado, “é necessário não apenas ser bom no que se faz, mas também ganhar fama por isso.”

Daí a necessidade de mudar a sua atitude em relação ao seu trabalho, o que é mais do que trocar o trabalho em si.

Fonte: adaptado do livro Qual é a tua obra? – Mario Sergio Cortella; Super Interessante.
Link de download do ebook gratuito: https://bit.ly/3ijoFwe

1422
Deixe seu comentário