Cuidado | Desafio da Momo mira crianças e sugere autoflagelo e suicídio

Depois de vários desafios toscos e sem noção deste ano, eis que agora aparece um novo, potencialmente mais perigoso: o “Momo Challenge” usa a imagem da “mulher-pássaro” associada em trotes telefônicos para assustar crianças e mandar elas realizarem ações de autoflagelo e até suicídio.

Segundo alguns pesquisadores, acreditam que a ameaça tenha surgido no Facebook e agora venha se alastrando rapidamente por meio do WhatsApp. Ao adicionar o número com a Momo, a pessoa por trás dessa figura — baseada em um escultura japonesa — começa a ameaçar os pequenos, destacando informações pessoais e dados específicos — algo que um adulto pode encontrar facilmente em rede sociais, mas que pode parecer assustador para uma criança.

“Parece ter se tornado viral muito rapidamente. Nessa coisa de ‘Momo’, ela diz algo como ‘se você não fizer tal coisa, então vamos machucar sua irmã Sally’, ou algo assim. Acho que é uma coisa que realmente devemos nos preocupar. Como pai, acho perturbador, tenho um filho de 10 anos e definitivamente vou conversar com ele sobre isso”, afirmou Dave Hatter, especialista em tecnologia do canal Fox19 Now, em entrevista a um veículo filiado à NBC.

Momo

As coisas começam a ficar ainda mais graves, o “Momo challenge” tem se espalhado pela região de Cincinnati, nos Estados Unidos, e autoridades acreditam que uma adolescente de 12 anos tenha tirado a própria vida por conta disso na Argentina.

Recomendação para os pais

Para uma situação como essa, é importante saber que essas ameaças se espalham via compartilhamento em mensageiros e redes sociais e quando a criança adiciona o número ou o perfil de alguém desconhecido. Portanto, é preciso ficar de olho em movimentação estranha ao redor dos menores e educá-los sobre os vários perigos da web.

Momo

Uma recomendação um tanto normal e saudável, nada que uma boa conversa não resolva, crianças estão atentas aos seus pais e precisam de proteção, pois estão em uma faze de aprendizado, e tudo o que é novo elas querem aprender, principalmente por serem ingenuas e inocentes.

É preciso dizer aos adolescentes que essas ameaças vazias, disseminadas pelo “Momo Challenge”, não trarão mal. Existem apps e funcionalidades que também podem restringir acesso a alguns apps e é necessário sempre monitorar de forma saudável o comportamento dos jovens que usam dispositivos móveis, além de informá-los sobre como esses “desafios” podem ser prejudiciais.

Por gim, de acordo com um porta-voz do WhatsApp comentou o caso. “Nós do WhatsApp nos preocupamos profundamente com a segurança de nossos usuários. É fácil bloquear qualquer número de telefone e incentivamos os usuários a relatar mensagens problemáticas para que possamos agir.”

Faça já parte da família Itecnewsacesse e conheça nossa pagina no Facebook e Instagram, interaja conosco em nossas redes sociais e tenha acesso as melhores novidades tecnológicas do mundo.
Deixe seu comentário
COMPARTILHAR